quinta-feira, 31 de outubro de 2019

A COR NEGRA NA BRUXARIA


 Acor negra, sempre é colocada para os leigos como ruim, perigosa, que não traz boa sorte, etc. Isso é não é verdade. O gato negro é brutalmente assassinado, pois muitas pessoas sem discernimento o vêm como maldito. Pessoas que se dizem bruxos e bruxas, matando os gatos pretos como uma forma de fazer magia. Pode até funcionar, mas vem o reverso da maldade, pois tudo que vai retorna de alguma forma.
Mas retornando ao tema da Bruxaria e a cor NEGRA, vamos agora analisar. Se a cor fosse ruim, não haveria A RAÇA DE PESSOAS NEGRAS E ANIMAIS; o UNIVERSO não é claro é escuro, NEGRO. Quando estamos no útero de nossa mãe, também é NEGRO...Logo, como pode ser ruim? O que acontece é que se criou um preconceito enorme, desde a escravatura. Isso tem que ser removido da mente humana. Sendo assim, o inconsciente  coletivo judaico cristão, contribui muito para essa infame ideia preconceituosa.
As Bruxas vetem-se de negro em rituais, mas também, tem vestes coloridas, para Sabás como o de Beltane, Ostara e outros rituais, porém o preto traduz proteção e também, pouca visibilidade humana.
Reunir-se para celebrar esta cada dia mais complicado, pois as vertentes perigosas de outras religiões, estão cada vez mais cerceando esse direito de cada um seguir as suas crenças. Vimos em outras religiões, mulheres que são obrigadas a se vestir de negro, não para proteção, mas inspirar dor e "afastar a atração da beleza e sedução". Muito triste, os anos passam, as tecnologias aumentam, mas o preconceito continua. Até quando vamos com isso? Estamos em final de 2019, chegando a 2020 e nada muda!
Temos que cada dia mais expandir nossa consciência, rever nossos valores e respeitar os desígnios, as escolhas de cada um, desde que não prejudique ninguém!
  Fica para reflexão. 
Com Amor, Alana Morgana, a Bruxa

ORAÇÃO FONTE DE PODER

A ORAÇÃO É A MAIOR FONTE DE PODER HUMANA.



segunda-feira, 16 de setembro de 2019

LIMPEZAS ENERGÉTICAS, BANIMENTO E FORÇA DIRECIONADA


Importantíssimo às limpezas, pois TODAS as limpezas são energéticas.
Mudamos a cada momento as nossas energias, dependendo de nosso estado de humor. Nossas energias são também modificadas quando estamos em locais de baixo ou alto padrão vibratório, ou com pessoas de vários segmentos da sociedade em que vivemos, além dos locais que entramos.
                                                         

Para isso, temos vários subterfúgios para sanar esses problemas, basta querer e ter força para enfrentar o problema com sanidade. Por que digo “sanidade”? Porque muitas pessoas estão tão firmes nas brumas escuras, que não percebem o emaranhado que estão.
Ao limparmos um local, nós ou pessoas, estamos realizando o banimento, o “descarrego”, a faxina física que se encaminha em preparo para o espiritual. Isso requer que tenhamos muitas vezes coragem, estrutura emocional e sabedoria.
Bem, comecemos de uma forma simples e básica:
1-      A LIMPEZA DE SEU LAR OU ESCRITÓRIO
 Doar objetos, roupas, bijuterias, móveis que não tenham utilidade, etc. Não tenha pena de doar ou jogar fora, inclusive os papéis velhos, jornais (hoje tem tudo na internet). Fazendo isso, vamos para a segunda parte.
2-      O BANIMENTO ESPIRITUAL
Antes de fazer o ritual, passe um pouco de azeite puro, no umbigo e peça a Deusa Athena, para protegê-la.
Precisamos de coisas básicas, como: Sal grosso; amônia; anil; erva guiné pipiu, sálvia; espada-de- são Jorge, aroeira. Incenso de sândalo, jasmim; essência de eucalipto num borrifador.
Faça uma VASSOURA com essas ervas, com exceção da sálvia, que utilizará depois.
Com a vassoura, sem tocar no chão, vá varrendo as paredes, o teto, desde o banheiro, até todos os cômodos da casa. Se a casa tiver dois andares, comece de cima para baixo, dizendo: “todo mal sai daqui agora, em nome das forças de luz!”
Ao acabar, coloque as folhas em um saco, para despachar em um mato, ou enterrar. Caso more na cidade, coloque no lixo.
Depois, faça um braseiro e vá colocando a sálvia, para defumar a casa, falando as mesmas palavras: “Todo mal, sai daqui agora, em nome das forças da luz!”
OBS: Se não souber fazer o braseiro, enrole a sálvia, com linhas de costura, fazendo um bastãozinho. Pode assim, ir queimando da forma anterior, dizendo: “Com a sálvia, vou banindo o que ficou de negativo, pois a força do bem poderosa, agora vem surgindo”
A etapa seguinte é varrer a casa toda de forma normal e passar com anil, a casa toda.
Coloque nos cantos da casa, taças ou copos de vidro, com sal grosso, aonde sinta que a energia nefasta, negativa, estava mais forte.
Pegue o borrifador e coloque a essência de eucalipto na água e vá borrifando TODAS as paredes.
Agora, coloque os incensos de sândalo ou jasmim.
 1-      BANHO PESSOAL
Após, tudo isso, tomará um banho de alecrim com um pouquinho de sal grosso, digo, três colheres de sopa, antes de tomar o banho com sabonete. Fique três minutos com o banho no corpo. Depois tome o banho normal. Não se esqueça de jogar água no box.

Esses procedimentos, pode fazer periodicamente. Caso, a casa não fique muito tempo limpa, deverá procurar uma sacerdotisa, para fazer um rito mais complexo.
Com Amor,
Alana Morgana Olw.






domingo, 11 de agosto de 2019

ANCESTRAIS NOSSO ETERNO VÍNCULO

ANCESTRAIS NOSSO ETERNO VÍNCULO
Para invocar os Ancestrais, precisamos estar em equilíbrio. O que são os Ancestrais? São aqueles nossos parentes, que vieram antes de nós, ou nossos parentes que conhecíamos e já partiram. Evidentemente temos uma longa viagem de ancestralidade, pois remota os inícios dos tempos. Quando fazemos um rito pessoal, podemos fazer para determinada pessoa, ou para todos os nossos ancestrais. Para que seja algo sem problemas, ao fazer a oração invocatória, ou seja, convidando, pedindo para vir, nesta oração, pedimos que o ancestral venha em harmonia e com amor, tranquilidade e benevolência. Por quê? Para que seja um ritual de tranquilidade, e conseguirmos uma interação.
Como vamos saber se eles estão ali? Muito simples. Vamos ativar nossas percepções. Há médiuns de canalização (recebe espíritos- em TODA religião há isso); psicografia, audição, visão, cheiro, toque, enfim, há muitos DONS. Todos nós nascemos com dons, uns maiores e outros menores, mas podemos ativa-los e aumentar estas capacidades. mas voltemos aos Antepassados, aos Ancestrais.
 Um ritual que seja para Antepassados, Ancestrais, deve somente fazer quem tem ou teve orientação de uma Mestra ou Mestre. Muita gente acredita que isso é bobagem, mas não é. Podemos atrair seres brincalhões, malvados, debochados. Abrirmos um portal é extremamente perigoso, até mesmo, para os mais experientes, por isso, bato sempre nesta mesma tecla. Podem me achar antiga, mas para isso há as instruções e as escolas de mistérios, para saber lidar e aprender os MISTÉRIOS. Os mistérios não pode ser lançado para os incautos ou imprudentes ao para o leigo, tem que ter um aprendizado.
 Em outras religiões têm altares dentro do Templo; os Antepassados os Ancestrais são e foram desde tempos imemoriais venerados, cuidados, cultuados. Há rituais extremamente complexos e há um simples, que posso ensinar agora:  Em um altar de pano branco ou com fios prateados (toalha), colocar os retratos de seus antepassados, pai, mãe, avós, etc. Oferte frutas (maçã), leite, pão e água. Pode colocar flores e incensos suaves, rosa branca, jasmim, verbena, laranja, violetas. Uma vela branca ou prateada.
Oração:
Abençoados sejam meus antepassados!
Recebam meu amor, respeito,consideração essas ofertas.
Que as forças divinas de luz, possam continuar em vossos caminhos.
Que quando chegar a minha vez, eu seja encaminhada aos lar do amor e luz!
Abençoados sejam!


Pronto! Está feito! Não terão problemas e estarão fazendo um rito de comunhão com eles.
Dentro da EAM- Nos estudos de formação de Bruxas (os) os Magistas, há o rito completo de Ancestralidade, Antepassados.
(21) 991790660 ou escoladeartesmagikas@gmail.com
Com Amor,
Suma Sacerdotisa Alana Morgana, a Bruxa.

terça-feira, 2 de julho de 2019

A DEUSA TRÍPLICE NA RELIGIÃO WICCA


A DEUSA tem Seus mistérios nas fases da Lua. No paganismo e principalmente na Religião Wicca, a Deusa é chamada de Tríplice, Deusa Tríplice.
Sempre é bom relembrar essa característica da Deusa. Ela É Jovem; Ela é Mãe; Ela é Anciã. Ela NUNCA morre, Ela se regenera, Ela e a Própria Natureza; Ela é o próprio Universo; Ela é a UNA.
Mas na concepção das fases da Lua, as religiões pagãs antigas a viam a Deusa, pois Ela tem as fases visíveis dela e a invisível, quando esta Negra. Mas falaremos depois.
Na Lua Nova e Crescente: Ela é a Donzela, aquela que tem o viço da juventude, a sexualidade, jovialidade, a brincadeira, o riso e o aprendizado. Ela é livre. Deusas que representam esta fase: Ártemis (grega); Diana (romana); Aine (Celta);  Kore (Grega)
Na Cheia: É a Mãe, com o carinho, a proteção, o amor maternal indiscutível. Quando está plena em extrema beleza, no ápice da sexualidade;  Sempre representada grávida, ou com filhinho nos braços, enaltecendo a fertilidade e o Deus que vem de seu sagrado ventre. Deméter (grega); Ísis (egípcia); Gaia (grega); Yemonja (africana); Venus Genetrix (romana); Hera (grega).
Minguante: A própria Anciã, aonde com o tempo decorrido, adquiriu a Sabedoria, o Conhecimento, a visão antecipada, pois já percorreu muitos caminhos. A Velha sábia, a que conhece os feitiços, a magia, o poder, a morte. Os Grande, profundos mistérios do Oculto, são DELA.
Mas vamos lembrar que Ela É, portanto ELA SEMPRE EXISTIU, Logo, tudo vem Dela e a Ela voltará. Por isso, a Deusa nunca morre, pois é a própria transmutação, Ela simplesmente É.
O interessante é que algumas Deusa têm este aspecto em si, os três, como a Deusa Hécate (grega);Morrighan (celta); Ísis (egípcia);
Falemos um pouco da Lua Negra, que está associada a Deusa Hécate e outros a Lilith. A Lua escura, aonde os mistérios estão intrínsecos Nela. 
 Desde a antiguidade, em quase todas as civilizações a Deusa se manifesta em diversas formas. Ela é mesma manifestada em cada região do planeta, em cada cultura, de uma forma, com seus ritos concernentes a cada lugar, assim como sua aparência. A Deusa é Única, Ela é Tudo. OTodo está Nela e Nela está o Todo.
EURÍNOME E A CRIAÇÃO
Aqueles que querem conhecer a Deusa é só olhar a mãe que lhe gerou, a vida e a procriação. Depois olhe o Universo e os demais infinitos universos, É ELA! Blessed be!
Com Amor,
Alana Morgana, a Bruxa




sexta-feira, 28 de junho de 2019

FORÇA, MAGIA DAS PLANTAS, PORQUÊ UTILIZAR?

Na verdade, muitos dos que aprenderam comigo, tiveram seu início na Arte de forma mais concreta, criticavam que eu focava muito nas plantas e ervas. Isso é verdade, pois acredito que a força da magia, mesmo em situações difíceis e de grande perigo, pode ser banida através delas. Mesmo espíritos malignos, maldições, presenças constantes, são encerradas com o manuseio e aplicação das ervas, plantas, etc.
Evidentemente, há uma grande parceria da ervas com símbolos, evocações e invocações; chamamentos de vários tipos e firmezas em assentamentos ou seguranças, seja o nome que se dê.
O Brasil, tem (ou tinha?) uma grande vastidão de ervas, plantas frutíferas, medicinais, etc (que o desmatamento sem noção, tem acabado com essa botânica).

As árvores antigas trazem lembranças, elementais existem nela,forças sagradas potentes, que auxiliam os seres humanos, protegem, mas também atacam.
Não existe planta má, negativa. Alguma servência ela tem.
Não podemos perder nossos elementais, vítimas da inconsequência humana. Mas voltando as ervas, podemos fazer amuletos, tomar banhos, defumações, fumigações, perfumes, remédios, cercas de casa, embelezamento com as flores,etc.
Quem já viu Bruxas sem utilização de ervas de forma diária? Aliás, comemos plantas, legumes, frutas, não é?
Os vidrinhos com poções de amor, saúde, sono, fertilidade, prosperidades, dinheiro e muito mais!
Devemos orar para as plantas, os riachos que se tornaram "valões", cujas fadas não existem mais, pois as fadas morrem! Os elementais morrem! Quem vai cuidar energeticamente delas, das plantas?

Quem disse que não existem?
As fadas, as ondinas, as sereias, as salamandras, os gnomos existem! Em cada região do planeta tem um nome.
Sabiam que a cebola albarrã se você andar com ela, afasta feitiços? Que um pedacinho de cedro na carteira atrai dinheiro? Que a castanha-da-índia, acaba com artrite, dores nas costas e reumatismo?
A nossa vida de metropolitanos, ou seja, que vive na "cidade grande", nos afasta desses seres tão maravilhosos? Como fazer para que eles se aproximem? Mesmo quem more em apartamento, pode ter seu jardinzinho, ou hortinha. Garanto, que eles vão se aproximar. 
Se colocarmos uma cebola normal, com alfinetes pretos na janela de casa, ou na frente da porta, afasta maus espíritos.
Mais outras dicas; Em casos de amor, a castanha do pará, envolvida em um saquinho de algodão verde ou rosa, atrai o amor; a bromélia, traz luxo e dinheiro; O jacinto ajuda amores gays; mas também afasta as mágoas e a depressão; A erva mate, traz amor, incentiva a luxúria!
Pois é, as ervas são a nossa base, pois estão sob os auspícios de Kore e Deméter, sobre a nossa casa e mãe Gaia.
Com isso, fecho este artigo, com as rainha dos mares, também com fauna e flora!
Blessed Anfitrite! 
Que a Deusa de Mil nomes e Formas nos abençoe!
Com Amor, Alana Morgana, a bruxa




quarta-feira, 6 de março de 2019

ORIGEM DO CARNAVAL E O BRASIL

Enfim, acabou o Carnaval no Rio de Janeiro de 2019. Milhares de pessoas, aqui no Brasil, principalmente nas regiões do Leste, Nordeste e algumas do centro-oeste, se regozijam com a festa mais popular do Brasil.

 Donde é a palavra Carnaval? Porque se tornou tão intenso no Brasil e a maior festa popular do mundo?
Começando pela origem do nome: “A palavra carnaval vem do latim carnem levare, que significa “abster-se, afastar-se da carne”. Segundo a Grande Enciclopédia Larousse Cultural: “...no latim medieval carnelevarium, carnilevaria, carnilevamem, véspera de Quarta-Feira de Cinzas, tempo em que se iniciava a abstinência da carne.”
Outra informação muito legal é que há tempos imemoriais, tipo a Babilônia, Grécia!
“A História do Carnaval remonta à Antiguidade, tanto na Mesopotâmia quanto na Grécia e em Roma. A palavra carnaval é originária do latim, carnis levale, cujo significado é retirar a carne. O significado está relacionado com o jejum que deveria ser realizado durante a quaresma e também com o controle dos prazeres mundanos. Isso demonstra uma tentativa da Igreja Católica de enquadrar uma festa pagã.”
“Na antiga Babilônia, duas festas possivelmente originaram o que conhecemos como carnaval. As Saceias eram uma festa em que um prisioneiro assumia durante alguns dias a figura do rei, vestindo-se como ele, alimentando-se da mesma forma e dormindo com suas esposas. Ao final, o prisioneiro era chicoteado e depois enforcado ou empalado.”
“O outro rito era realizado pelo rei nos dias que antecediam o equinócio da primavera, período de comemoração do ano novo na região. O ritual ocorria no templo de Marduk, um dos primeiros Deuses mesopotâmicos, onde o rei perdia seus emblemas de poder e era surrado na frente da estátua de Marduk. Essa humilhação servia para demonstrar a submissão do rei à divindade. Em seguida, ele novamente assumia o trono.”
“O que havia de comum nas duas festas e que está ligado ao carnaval era o caráter de subversão de papéis sociais: a transformação temporária do prisioneiro em rei e a humilhação do rei frente ao deus. Possivelmente a subversão de papeis sociais no carnaval, como os homens vestirem-se de mulheres e vice-versa, pode encontrar suas origens nessa tradição mesopotâmica. As associações entre o carnaval e as orgias podem ainda se relacionar às festas de origem greco-romana, como os bacanais (festas dionisíacas, para os gregos). Seriam festas dedicadas ao Deus do vinho, Baco (ou Dionísio, para os gregos), marcadas pela embriaguez e pela entrega aos prazeres da carne.”
"Havia ainda em Roma as Saturnálias e as Lupercálias. As primeiras ocorriam no solstício de inverno, em dezembro, e as segundas, em fevereiro, que seria o mês das divindades infernais, mas também das purificações. Tais festas duravam dias com comidas, bebidas e danças. Os papeis sociais também eram invertidos temporariamente, com os escravos colocando-se nos locais de seus senhores, e estes colocando-se no papel de escravos.”
Romantizamos tudo e deixamos que nossos instintos prevaleçam no Carnaval, na f4esta das Bacantes, de Baco, Dionísio, nas Saturnálias, na festa da Carne, na festa dos instintos. Acredito, que quanto mais ignorante o povo, mais ele celebra. É a festa do "pão e circo", principalmente em um país miserável, com tanta corrupção, que desde que foi descoberto, existe e cada dia mais. Muitos tentam melhorar, mas a máquina que controla, impede, tornam os filhos dessa pátria, corruptos. Aí vem o Carnaval e se libera toda a raiva e a angústia, desfila nos blocos, choram pela escola de samba e se descarregam de suas vidas miseráveis e então, se entoca calado aos desmandos de uma pátria sem rumo. Infelizmente, não vejo caminhos abertos para essa pátria, pra um povo que se entrega ao carnaval! Milhares! Milhares, mas não muda seu país.Eu, como uma cidadã comum e bruxa, faço a minha parte, entre meus artigos "bruxescos" e alguns, querendo ser ligeiramente politizados, faço a minha parte.

Um beijo
Alana Morgana, a Bruxa



quinta-feira, 7 de fevereiro de 2019

BOLA DE BRUXA

Há muitos anos atras, as Bruxas colocavam em suas portas, bolas de vidro ou de prata, para se protegerem. As de vidro, eram brilhantes e muitas vezes coloridas, esverdeadas e se viam para comprar em antiquários. Hoje em dia, se tem com correntes finas e delicadas, mas no passado eram grandes e pesadas correntes, para suportar o peso da bola. Seu grande propósito ou objetivo era afastar o "mau olhado" ou o "olho gordo", tão comumente chamado desde tempos imemoriais.
 A bola brilhante, chama a tenção, desviando a pessoa, do local de forma direta. Pode-se fazer também, espelhada, como aquelas bolas que se usam em boates, cheia de espelhinhos, que refletem, muitas visões...
Na verdade, eu procurei imagens antigas, pois não encontramos mais essas bolas de prata, ou de vidro liso. Muitas pessoas associam ao espelho, devido ao reflexo que de outrem, canalizando a energia negativa e retornando para quem está enviando. O mal retorna. Há muitas formas de fazer isso e uma das bruxas antigas e modernas, são as "bolas de Bruxas". Hoje com um design moderno, sem precisar ficar polindo o tempo todo, como a prata. Ela tem que ser brilhante. Pode também, se for oca, enchê-la de ervas de banimento e proteção. 
  Pode também (a que acho mais bonita) é a de vidro furta-cor. Linda e traz um ar de beleza e de encanto a quem vê. É a minha preferida, geralmente raras e pequenas.
Lembrem-se se forem fazer uma "bola de bruxa", concentrem-se no poder que ela terá de atrair as forças negativas para ela. caso vá construir uma ou seja, comprar uma bola de vidro que dê para você colocar as ervas dentro, faça em uma Lua Minguante ou no primeiro dia de Lua Cheia.
Uma Bruxa mexe com muitas energias, recebe também, portanto, estar protegida é muito importante. Neste mundo atual que vivemos, as nossas forças, muitas vezes se esgotam e precisamos reabastecê-la (isso será um próximo assunto)., mas colocamos esses apetrechos para que possamos, nos defender.
  Um beijo e boa sorte!
Alana Morgana, a Bruxa.



sábado, 2 de fevereiro de 2019

BRUXARIA NÃO É RELIGIÃO, A WICCA É RELIGIÃO

Há uma confusão, entre as pessoas que gostam do oculto, que estão se iniciando nestas Artes mas não sabe discernir as coisas, o que é o quê.
Bruxaria: É a Arte da Bruxa em encantos e feitiços. É o seu trabalho, o seu ofício. porém, há uma conotação de maldade, ruindade e ligação satânicas. Isso, foi com os filmes, os sentidos de colocar e denegrir as mulheres e estendendo a todos. Hoje, as pessoas generalizaram, bruxaria é coisa de pessoa do mal, mas a Bruxa trabalha com energias sensíveis de cura e com as forças da Natureza.
O inglês arcaico, ou seja, antigo, da palavra witch (bruxa), eram wicca, no masculino e wicca, no feminino, logo a bruxaria são para as pessoas de todos os gêneros. O plural era wiccan. Porém, na Idade Média, a palavra wicche, se tornou para homens e mulheres.
Mas significa "mulher sábia", "trabalho de sábios..."
Com o cristianismo, a Igreja católica, não aceitava os fenômenos, ou as artes de cura, feita na maioria das mulheres e passou a dizer que era de satanás, sendo assim, o que era dos Sábios e Sábias, passou a ser demoníaco. Só o cristianismo é que poderia ter esse dons.
A REligião Wicca, foi fundada em 1951 com o advento do término da Lei contra a Bruxaria em 1951. E pasmem! Em 1951! Quanto tempo de opressão que há até hoje, por desconhecimento e ignorância.
Geral Gardner foi o fundador desta Religião, na verdade, ele, pesquisador, antropólogo, resgatou esse contato direto com a Natureza, com os Elementos. É uma religião xamânica, pois ela tem raízes com a Deusa Mãe Terra e o Deus Cornífero, Ele que é um Ser da natureza, de vigor e que cuida dos animais cujos valores é desprendido de conceitos impingidos pelos humanos. Ele faz parte da natureza. 

  

A Wicca Religião é Sacerdotal, mas também há os devocionais, aquela ou aquele que acredita na Grande Deusa que é Jovem, Mãe e Anciã, no Deus Cornífero, porém não tem cargo sacerdotal.
A Deusa Una, Aquela que tem muitos nomes e cultos e se estende além do universo, sendo os próprios Universos em Si,  a Magnânima, a força do simplesmente É.
           A RELIGIÃO WICCA cultua as Luas e principalmente a Lua Cheia. Porém a Deusa está representadas em todas as Luas e algumas tradições, como a Tradição Athena Pronaia, cultua todas as Luas, pois cada uma tem seu poder.
Cultua os Solstícios e os Equinócios, ou seja a Roda do Ano, que é a Saga da Deusa e do Deus, mas as ESTAÇÕES DO ANO. Algumas celebram a Roda Norte, outras a Roda Sul, como a TAP. O que quer dizer isso?? Utilizam a frequencial vibracional do Hemisfério Norte, com as datas de lá. E as do Sul seguem o Hemisfério aonde mora. Digo, no Brasil.
  A WICCA é uma RELIGIÃO E DEVE SER LEVADA COMO TAL. NÃO devemos BANALIZA-LA. Por isso, os wiccanos legítimos, muitas vezes são discriminados, por lutarem para conservar a religião e não torna-la banal. São Bruxas e Bruxas SACERDOTES E SACERDOTISAS, filhos e filhas da Deusa e do Deus.
É uma religião ecológica, que ama e defende a Natureza e os Animais, respeita a Flora e a Fauna, sendo redundante. Sabe que a Natureza é viva.
A Religião Wicca, tem muitos seguidores. Mas devido ao preconceito religioso, que os confundem com satanistas, estão se escondendo, pois sofrem perseguições, como na Idade Média. Eu, por exemplo. A Wicca não acredita em diabo ou satã, ou melhor, podem acreditar, mas não pertencem ao universo de seus mitos, pois estes são da mitologia judaico cristã.
Enfim, é uma religião maravilhosa, que traz a consciência de seu papel na terra, como um Guardião Dela. Não esquecendo que é uma RELIGIÃO DE MISTÉRIOS, aonde muitos rituais são FECHADOS.


\Os Mistérios são sempre um mistério e não devem ser revelados. Ai daquele que revela os mistérios sagrados ao vulgo!
Enfim, essas são as diferenças. Saber mais, só estudando....
Um beijo!
Alana Morgana, a Bruxa








quinta-feira, 24 de janeiro de 2019

COMO DETECTAR PESSOAS VAMPÍRICAS


COMO DETECTAR PESSOAS VAMPÍRICAS

Desde sempre, houve pessoas vampíricas, pois os seres humanos sempre tentaram sobreviver. Pode ser, que nos primórdios mais civilizados espiritualmente, isso não tenha acontecido, porém, não permaneceu com a energia da Harmonia ou do Amor e deteriorou-se. Retornando aos tempos de agora, onde a ferocidade impera, os meios de comunicação são mais rápidos e mudam os pensamentos das pessoas, os dirigindo para o que querem, fica cada vez mais fácil sugar, roubar a energia de outrem. Ficamos cansados ou sonolentos, despertamos sentimentos hostis com relação a estas pessoas e depois nos sentimos culpadas.
Vejamos as pessoas que nos tocam o tempo todo para falar! As pontas dos dedos são varinhas que tanto nos passam energias como nos roubam.  Não tenha, receio de falar que parem de fazer isso, pois incomoda!
Outra, quando contam um fato têm a mania de falar apontando o dedo diretamente para você. Toda a raiva do assunto vai como um raio, para seu corpo.
Pessoas que adoram ou bajular ou colocar defeitos em tudo. Muito cuidado para não sofrer com o ego, devido à bajulação ou se abalar com as críticas. Essas pessoas são perigosas e causam doenças emocionais.
Pessoas extremamente vaidosas e que se gabam o tempo todo! Elas querem nos fazem sentir que não somos nada e que só elas são poderosas.
Existem mil maneiras de vampirismo, também através dos sonhos como de Bruxas e Magas poderosas ou com alguma experiência, entram nos sonhos das pessoas para manipula-las ou sugar de forma direta sua energia.
Pessoas que sempre levam as brincadeiras para o sexo. Infelizmente, são pessoas com pensamentos quase sempre libidinosos e nos deixam bastante cansados e desgastados.
Há os que qualquer coisa está enfeitiçado. Nada é bom, tudo está mal, as pessoas estão com inveja dela ou dele, o seu insucesso é devido as pessoas terem muita inveja e fazerem feitiço contra elas. Fujam de pessoas assim! Sempre nos arrastam para esse universo falsamente místico e coberto de fantasias nefastas, que acabam nos respingando com suas negatividades.
Como se proteger?
Cada um dentro de sua crença, rezar, orar. Orar? Rezar? Sim! Acordar pela manhã, rezar! Se é cristão, reze para Maria, a Mãe ou a santa ou o santo de devoção, pedindo proteção. Miguel também é perfeito para isso; se for budista, para Buda; se wiccana, para a Grande Deusa e assim por diante. A oração aumenta a nossa vibração positiva.
Além das orações, digo que devem fazer um espelho protetor em torno de si, pra que o mal reflita nele mesmo e retorne de onde veio.
Se mantiver com pensamentos alegres e tranquilos, não se contaminarão com as baixas energias. Pode então se ver envolto de uma luz azul bem forte onde está protegida. Esta luz azul, assim como os espelhos, é um escudo de proteção.
Boa sorte e que a Deusa as abençoe!
Alana Morgana

terça-feira, 15 de janeiro de 2019

FORMAÇÃO DE BRUXAS E BRUXOS INDIVIDUAIS 2019

A Escola de Artes Mágikas no ano de 2019 está com cursos para a formação de Bruxas e Bruxos , com aulas individuais. O estudo é direcionado, aonde o aluno, terá toda a atenção voltada para ela ou ele. O Curso tem duas etapas. O Básico e o avançado, podendo dependendo da aluna, a formação em 18 meses. Terão as aulas práticas, com rituais e com um conhecimento aprimorado do oculto. Os alunos deverão ser maiores de 21 anos, pois a responsabilidade dos estudos é grande.
Não há problemas se forem de alguma religião, pois isso independe de religião.
Terão apostilas e as aulas presenciais são de duas horas e meia de duração, quinzenalmente.
O programa está todo reciclado, com os estudos que abrangem conhecimentos profundos dentro da Arte da Bruxaria e Ocultismo.

PROGRAMAÇÃO:
Mód I: História da Magia e Bruxaria/ Mancias/ Ordens Secretas e Sistemas de Magia/ Ética e Comportamento de uma Sacerdotisa ou Sacerdote. Orações de Poder.
Os Cinco elementos/ Elementares/ Egrégoras/Preparação de Altar/ Toalha do altar e Espaço Sagrado/ Instrumentos da Bruxaria Natural/ A Mulher e a Lua Cheia/Fases Lunares /As Luas do Ano/ O Homem e o Sol. Consagração dos Instrumentos
Prática: Conexão com os Cinco Elementos. Água, Terra, Fogo, Ar e o Espírito/ Conexão com as fases da Lua/ Conexão com a Lua Cheia. Símbolo dos Elementos com as mãos /

MÓD II:  /Horários Mágikos e Planetas Regentes/Roda do Ano / Círculo Mágiko (4)/ Chacras/ Auras/ Sons/Varinha/ Cajado.
Prática: Calcular horário e Construção de dias mais horários para a Arte.
 Prática: Confeccionando sua Varinha e Cajado e praticando sua utilização.
Prática: Magia com os Elementos.

MÓD III: Símbolos de Poder e Foco da Magia/ Instrumentos para a Arte das Poções/Herbalismo Mágiko / Essências/ Cristais e a Arte dos Elixires/ Cores/ Aromas Benéficos e Maléficos.
Prática: Prática: Poções e feitiços da Lua Minguante/Crescente e Cheia
Prática: Símbolos de Poder e Direcionamento

MOD IV: Orações/ Feitiços / Proteção / Garrafa da Bruxa/ Potes de Saúde/ da Prosperidade/Do Congelamento/ Banimentos / Bendições e Maldições/ Palavras Mágikas
 Prática: Exercícios de expansão as aura/ Trabalhando com os chacras

MÓD V: Noções de Astrologia/ Quiromancia / Runas/ Tarot / Dominó/ Alphabeto Mágiko
Prática:Tarot Básico Oracular e Runas.

MOD VI: Espelho Negro/ Espelho/ Caixa de Espelhos/ Caixas de Saúde/ Proteção
Prática: Praticando a Visão; e Clariaudiência.
Prática: Construção das Caixas para Proteção e Saúde;

MÓD VII: Noções de Goethia e Magia do Caos

MÓD. VIII: Amuletos/Talismãs/ Pantáculos / Patuás/ Símbolos de Poder
Prática: Construção de Talismãs e Patuás.

MOD VII: Bonecos de Cera/ de Pano/Enfeitiçando bonecos/ Spirit Dolls/ Dando vida a sua Bruxa.

MOD IX: Preparando Rituais de Bruxaria/ Feitiçaria

MOD X: Seu Animal Tótem/ Guardião/ Poder/ Defesa de Ataques Mágikos com Animais/ Rituais com Animais de Poder/ Ritual da Floresta Mágika/

MOD XI: Altar dos Antepassados/Ritual aos Antepassados/Conectando seus antepassados.

MÓD XII: Aula com as Mestras Astrais da Escola de Artes Mágikas/ Vistação da Escola Astral. Encontro com os Heróis.

MÓD XIII: Rituais: Conectando a sua Bruxa Interior e Bênçãos das Antigas Irmãs e Práticas Mágikas/Iniciação

              Emails: zingarawitch@gmail.com

             escoladeartesmagikas@gmail.com
             Investimento: 300 mensais/ Certificado.



quarta-feira, 9 de janeiro de 2019

OS NOMES RUSSOS E OS CIGANOS


Os Ciganos e suas clãs sempre têm sempre com o sobrenomes de seus trabalhos...Olha que interessante:



"Na Rússia, sobrenomes definem raízes de ancestrais e etnia, e podem até caracterizar uma pessoa.
Nas Rússia, como no resto do mundo, a necessidade de esclarecer quem era uma determinada pessoa gerou os sobrenomes. Afinal, de qual Ivan exatamente estávamos falando? A maneira mais fácil de esclarecer era dizendo quem era seu pai. 
Assim, no século 16 as camadas superiores da sociedade russa começaram a empregar sobrenomes, prática que foi adotada também pelos camponeses no final do século 19, após a abolição da servidão.
 

Sobrenomes tipicamente russos costumam terminar em "ov", "ev " ou "in". O nome Ivan Petrov, por exemplo, significava, inicialmente, "Ivan, o filho de Pedro". Mas essa criação foi repassada às gerações seguintes e, assim, surgiu a necessidade de se criar um patronímico - em russo, "otchestvo", o campo mais temido pelos estrangeiros nos formulários de entrada na Rússia. Dessa forma, o filho de Ivan, por exemplo, passou a se chamar Vassíli Ivanovitch Petrov; seu filho, Dmítri Vassilievitch Petrov e assim por diante.
Muitos sobrenomes modernos continuam a conter nomes já fora de uso: Makarov, Matveev, Lúkin - provenientes de Makar, Matvei, Luca, respectivamente. Mas o sobrenome considerado mais tipicamente russo é Ivanov, embora, em termos de prevalência, ele esteja em segundo lugar, depois de Smirnov (que vem da palavra “gentil”). Cerca de 1,8% da população russa leva o sobrenome Smirnov, seguida por 1,3% intitulada Ivanov.
Existem também sobrenomes formados a partir de profissões de antepassados, mas esses não são abundantes. São eles, por exemplo, Kuznetsov (de "ferreiro"), Ribakov (de "pescador"), Plotnikov (de "carpinteiro"), Melnikov (de "moleiro"). Os sobrenomes derivados de animais, em contrapartida, são bastante famosos: Medvedev (de "urso"), Volkov (de "lobo"), Sobolev (de "zibelina"), Kozlov (de "bode"), Baranov (de "carneiro"), Bikov (de "boi"). Por motivos óbvios, o sobrenome Kotov (de "gato") é muito popular, mas Sobákin (de "cachorro") praticamente não se usa.

Os sobrenomes derivados de pássaros, por sua vez, são frequentes: Sokolov (de "falcão"), Golubev (de "pombo"), Vorobiov (de "pardal"), Orlov (de "águia"), Sorókin (de "pega-rabilonga"), Juravlev (de "cegonha"), Petukhov (de "galo"), Drozdov (de "melro"). Dois dos principais comentaristas esportivos russos têm sobrenomes derivados de aves domésticas: Víktor Gussev (de "ganso"), do Primeiro Canal, e Vassíli Útkin (de "pato"), do NTV.
Personalidades russas, como políticos e escritores, frequentemente mudam seus sobrenomes para outros mais chamativo. Vladímir Ulianov, que antes da revolução assinava alguns de seus artigos  como "Lênin" (reza a lenda, em referência ao rio siberiano Lena), entrou para a história como Vladímir Lênin. Seus colegas no partido bolchevique adotaram pseudônimos que caracterizavam firmeza e força: Iossif Djugáshvili se tornou Stálin (de "aço"), Lev Rosenfeld, se tornou Kamenev (de "pedra") e Viatcheslav Skriábin, Molotov (de "martelo").
Já escritor proletário Aleksêi Peshkov alterou tanto nome como sobrenome. Seus livros vinham estampados sob o pseudônimo "Maksim Górki" (que seria, em tradução literal, o "mais amargo"). Da década de 1920 a de 1930, muitas cidades da União Soviética foram rebatizadas, em uma luta contra o passado. Assim, Perm virou Molotov e Níjni Nóvgorod recebeu o nome de Górki. Hoje, as cidades foram rebatizadas mais uma vez com seus nomes originais.
Na literatura russa também é comum encontrar sobrenomes que falem pelo personagem: Prostakov, da obra "Nedorosl" ("Ignorante", em tradução livre), do escritor Denis Fonvízin, provém de "inocente", enquanto Moltchalin, de "Gore ot Umá" ("Desgraça da inteligência"), do escritor Aleksandr Griboedov, provém de "silencioso". O personagem de Dostoiévski que mata sua vítima a machadadas em "Crime e Castigo", Raskólnikov, deriva de "quebra".
Em 1920, Mikhail Bulgakov dá ao personagem principal de seu  romance "Coração de cachorro"  o nome Klim Tchugunkin (também derivado de "ferro"). A ironia foi notada por Stálin e o romance, proibido.
Sobrenomes que falam por si sós também estão na vida real russa. Um dos principais atletas da extinta União Soviética, o esgrimista Víktor Krovopuskov tem o sobrenome derivado do verbo "sangrar". Ele, porém, continua intacto, aos 65 anos, aposentado da profissão."
(Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.)
Muito interessante essas correlações. Penso nos Kalderash que são russos e são caldereiros.
Boa leitura e reflitam! Conhecer, nunca é demais.
Bjkas
Alana Morgana, a Bruxa

terça-feira, 8 de janeiro de 2019

CURSO DE FEITIÇARIA CIGANA 2019

DIA 12 E 13 DE JANEIRO, SÁBADO E DOMINGO DE 2019, se iniciará o CURSO DE FEITIÇARIA CIGANA
                                      (duas turmas)
           (21) 991790660 e (21) 26553156
 

TURMAS DE FORMAÇÃO DE BRUXAS ECLÉTICAS 2018

Os Anjos-Príncipes e os Dias da Semana Também chamados de GÊNIOS