segunda-feira, 20 de abril de 2020

EURÍNOME, A CRIADORA DOS CÉUS E DA TERRA

Esse mito da Criação tem a Deusa como Ser Primordial...É Pré -helênico. Como vemos Ela sempre existiu, simplesmente ELA É. Com o tempo, o Patriarcado, a colocou como amante de Zeus, aí são outros quinhentos..."Somente alguns fragmentos instigantes restam do mito pré-helênico de Pelasgos. 
 No início dos tempos, o  Princípio Feminino dá vida ao Princípio Masculino e, com a sua ajuda, promove a criação do mundo. No início, a Deusa de Todas as Coisas, Eurínome, desponta nua no Caos. Não encontrando nada de substancial para apoiar seus pés, Ela efetuou uma separação entre o mar e o céu, e dançou solitária sobre as ondas. Dançando em direção ao Sul, pôs o vento em movimento atrás de si. 
Dançando, em êxtase, separou o Céu do Mar. Ao dançar para o sul sobre as ondas criou o Vento Norte. O vento norte cresceu lascivo. Eurínome, então, o aprisionou em suas mãos e deu forma a serpente Ófion. A partir do vento a Deusa criou tudo que existe no planeta. Fora do Vazio, do Caos e da Escuridão, emerge a força criativa. 
Eurínome, a Grande Mãe Primordial dos Deuses, governa o Olimpo antes da chegada do Patriarcado e do reinado dos Deuses. A medida que a Deusa continuou a dançar, a serpente se excita e acasala com A Criadora. É iniciado o processo de criação. Ófion se enrosca no corpo de Eurínome. A Deusa faz amor com Ófion, assume a forma de Pomba e bota o Ovo Universal. O ovo contém o Princípio de Criação de tudo que existe hoje.
A Deusa exige que Ófion, se entrelaça sete vezes ao redor do ovo para chocá-lo. Assim fez a serpente. O ovo se parte em dois e derrama todas as coisas que fazem nascer o mundo: Urano [o Céu], Óreas [as Montanhas], Pontus [o Mar], as Estrelas, os Planetas, Gaia [a Terra] e tudo que Dela nasce.
Quando tudo está criado, Ófion e Eurínome se mudam para o Monte Olimpo e fazem de lá sua morada. Ófion governa o mundo junto a Eurínome até serem derrotados por Cronos e Réia. O Eeus Ófion se vangloriava por ser criação de Eurínome e por co-criar com ela. A presunção de Ófion, ao se intitular criador do universo, incitou Réia. Eurínome o arremessa na escuridão da terra. Enraivecida, fere a cabeça da serpente com o calcanhar, quebra os dentes com os pés e o exila. Ela arranca os dentes de Ófion e o bane. Dos dentes de Ófion nasce o primeiro homem e uma nova raça: Pelasgo.
 A Mulher, a DEUSA, A SENHORA DE TODAS AS COISAS...




Um comentário:

TURMAS DE FORMAÇÃO DE BRUXAS ECLÉTICAS 2018

Os Anjos-Príncipes e os Dias da Semana Também chamados de GÊNIOS